Artigos

Infeliz dia dos Pais… Será?

Escrito por Luiz Carlos Leitão

A operação deflagrada por órgãos de segurança pública de nosso município, na madrugada de domingo, dia 10, foi batizada como sendo “infeliz dia dos pais”.

Não creio que esta operação deveria ter recebido um nome tão forte e pejorativo. Uma operação desse porte, com a detenção e condução de 71 pessoas, sem violência e exitosa em seu resultado final, pode ser o início de uma nova trajetória àqueles jovens que naquele momento, frequentavam aquele tipo de ambiente.

Claramente impressiona o fato de termos tantos adolescentes na faixa dos 15 anos de idade, frequentando um local com grande circulação de bebidas e drogas sem um controle mais efetivo das famílias envolvidas. Mas, apesar disso tudo, se os pais levarem a sério este recado vindo das autoridades e se aproximarem de seus filhos, ouvindo, discutindo, controlando mais e orientando sobre o fato, teremos a possibilidade de reduzir a quantidade de novos marginais engajados nesse triste, promíscuo e violento mundo de drogadição.

O sofrimento, os desprazeres e a agressividade constante que culminam em tragédias familiares parecem não ser bem interpretadas por nossos jovens, que julgamos erroneamente bem informados atualmente, e estes continuam em número cada vez maior, ingressando nesta triste realidade e se entregando ao consumo de substâncias lícitas e ilícitas, que em algum momento, criarão cenas lamentáveis de desagregação ou violência.

Tomara que pais e os jovens apreendidos nesta operação aprendam a lição e repensem sua trajetória, não se permitindo entrar nesse ciclo vicioso que deteriora, promiscui e mata. Que este “infeliz dia dos pais” possa se tornar, a partir dele “uma feliz história familiar”.

Este artigo tem relação com a operação realizada em Apucarana, PR.

×